sábado, 26 de dezembro de 2009

Por Conta da Casa

Sentei-me à mesa do restaurante e pedi uma sopa, a sopa chega e começo a comer, mas á segunda colher noto que está um senhor morto na sopa, emito um guincho, como o guincho de acasalamento das suricatas-de-peito-peludo-sul-americanas, o empregado vem, sem tirar os olhos da sopa digo "olhe, está um senhor morto na sopa", o empregado pega no prato e com uma vénia diz "desculpe, já lhe trago outra". Não paguei, foi por conta da casa.


Agripino

Citrus Reticulata

Um primata de cartola, que lê o jornal a um canto, um urso vestido de Pai Natal, que faz o pino em frente ao espelho, e eu, continuo a minha micção neste wc público.

Muco

domingo, 20 de dezembro de 2009

O Pai do Padre

"O senhor sabe por acaso com quem se está a meter?! O senhor está a meter-se com o Pai de um Padre!"

É por estas e por outras que eu ando sempre com um anão na mala do carro...


Agripino

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Mentiroso

Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo, eu queria ver se o mentiroso fosse o Sr. Obikwelu!


Agripino

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

domingo, 1 de novembro de 2009

A Pinha

Decidi ir correr pelo pinhal, nú, por azar me aleijei, uma pinha pisei.

Muco

Gaspar

O meu amigo Gaspar, um bom homem, conhecemo-nos já há 2 minutos e meio, fala pouco, tem problemas de flatulência, tem aquele seu cheiro característico ao qual me habituou já lá vão 2 minutos e meio, um bom homem o Gaspar.


Agripino

Chocolate Quente

A caminho de casa, mãos nos bolsos e cabeça encolhida procurando algum conforto, sim está frio, não se avista ninguém, decido tomar um atalho, por uma ruela estreita e pouco iluminada, após alguns passos vejo ao fundo algo nas escadas, aproximo-me, é uma pessoa de baixa estatura, pergunto "chocolate quente?" responde "porque não?" digo "venha, agarre-se a minha perna", abraçada a minha perna levo esta pessoa em passo acelerado até minha casa. Chegamos e entramos, senta-se, dirijo-me á cozinha, trago duas taças de chocolate fumegantes sobre uma bandeja e sento-me, pegamos nas taças, sopramos, sorvemos um pouco e olhamo-nos, diz com cara desconcertante "não tem açúcar", digo sorvendo um pouco mais "pois não".


Agripino

Boomerang

No jardim contente com o meu boomerang, atiro-o na esperança do seu regresso, não regressou, vou buscá-lo, com ele na mão percebo, é um simples pau.

Muco

sábado, 3 de outubro de 2009

Têm Lume?

Almoçava eu no restaurante da esquina, quando de repente vinda de trás oiço uma voz masculina afeminada, que pergunta - Em quem pensa votar? - Olho por cima do ombro e vejo dois indivíduos de fato escuro e gravata às bolinhas amarelas, são eles, os militantes do XD, o partido XD. (Estes indivíduos cheiram distintamente a comida de gato e persuadem as pessoas a votar no seu partido, usando técnicas de hipnose) Ponho-me de pé, agora frente a eles coloco uma batata frita na boca e pergunto - Têm lume? - Eles olham-se de seguida e encolhem os ombros, um deles mete a mão no bolso do casaco, enquanto o outro lhe segue o movimento com o olhar, nesse instante saio a correr porta fora (...)
Continua...


Agripino

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Cócó

Em tenra idade minha mãe me disse, "bébé, vamos tirar o cócó" e respondi, "não não, o cócó é meu".

Muco

Arte em Calda

Abrir latas de pêssego em calda com as orelhas, de que me serve isso? Bem, pelo menos ajuda a pagar a renda de casa... Sim ganho uns trocos com isso, ando a demonstrar esta arte, que poucos conhecem e ainda menos aqueles que a dominam. Numa espécie de carrinho das castanhas modificado ando pela região a deixar pessoal de queixo caído e olho arregalado, uns deixam uma moedita ou outra, por algo que nunca viram e acham impressionante, outros pouco ligam e apenas estão interessados em comprar as latas já abertas, sendo que assim já não têm o trabalho de as abrir em casa.
Eis a minha arte, onde o corpo humano e a matéria se fundem.


Agripino

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Arrepio

Hoje levantei-me, com um arrepio bastante "sui generis" olhei para o espelho e pestanejei serenamente.

Muco

Água Furtada

Furtam-me a água, pois que desaparece misteriosamente ralo abaixo, hei-de descobrir como o fazem e processá-los.

Muco

Férias

Regressei de umas férias, o destino foi o sotão, na companhia dos ratos, aprendi as suas técnicas de sobrevivência.

Muco

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Retiro Espiritual

Regressei hoje de um retiro espiritual, o qual realizei na companhia do meu guia, onde, por exemplo desenvolvi a arte de abrir latas de pêssego em calda, com as orelhas. Este retiro foi realizado num mosteiro budista que se encontra no Entroncamento. No interior deste mosteiro existem regras básicas como, apenas ser permitido o uso de fralda Lindor como vestuário e só ser permitido comunicar por guinchos. Quando me apetecer falarei mais deste mosteiro tão peculiar.


Agripino

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Pomar Devastado

Zé Agrião entrevistado, devido ao facto de na passada semana o seu pomar ter sido atacado por um bando de pardais sob efeitos de drogas, conta que foram momentos de terror e muita transpiração. Zé conta que ainda os tentou assustar entoando músicas de Clemente, conhecido cantor de música ligeira portuguesa, mas em vão, pois segundo palavras de Zé "eles tavam possuídos homem!", os pardais só desapareceram quando Zé soltou a franga.


Agripino

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Voar

Acordei e disse - posso voar. Subi ao telhado ainda em lingerie, já no beiral, saltei. Estendido no chão suspirei dizendo - afinal não.

Muco

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Duendes Nudistas

Recentemente, a colónia de duendes nudistas situada em Tal Sítio foi acusada de vandalismo, agressão e roubo, numa feira de artesanato.
Os duendes acusados foram vistos especificamente na tenda dedicada ao jardim, no stand especializado em duendes de barro. Munidos de tacos de basebol e piaçabas destruíram todos os duendes de barro que encontraram, não contentes partiram em direcção do responsável pelo stand e agrediram-no até este cair no chão inanimado, não satisfeitos ainda lhe roubaram a carteira e o pacote de lenços Renova que este tinha nos bolsos. Toda a colónia está em prisão preventiva e aguarda julgamento.


Agripino

Gripe Suína = Vingança

Pois, era inevitável, Gripe Suína esse tema tão actual. Mas porquê se este é já um tema tão abordado?
Porque a raça Humana tem de abrir os olhos! Não percebem que tudo não passa de vingança por parte dos Suínos? A vingança serve-se fria, pois, mas neste caso serve-se quente por culpa da febre resultante da gripe. Entendam, já era de esperar, os Suínos do mundo fartaram-se, fartaram-se da opressão! A OMDS (Organização Mundial Dos Suínos) convocou uma reunião onde todos os Chefes Suínos de Estado de cada Continente se reuniram, onde se grunhiu acerca dos direitos do Suíno, acerca de chouriços e outros que tais. Concluída a reunião os Chefes acordaram que era hora de retaliar contra esta opressão! A forma escolhida foi uma epidemia mundial, foi escolhida uma estirpe do vírus da gripe. Lembrem-se da Gripe Aviária ou Gripe das Aves, pois bem, os Suínos pediram delicadamente às Aves o vírus, que estas criaram em laboratório com o mesmo intuito de vingança contra a opressão Humana, e levaram-no para o Laboratório Central de Patologia dos Suínos que se localiza no subsolo de uma pocilga no norte do México, dando assim início ao Programa. Lá, os cientistas do laboratório modificaram o vírus, testaram-no, colocaram-no em vários sujeitos voluntários, enviaram-nos para a pocilga e foi só esperar e ver a epidemia espalhar-se. Ele foram as galinhas, agora os porcos, só o Emplastro sabe o que virá a seguir, sim, ele é vidente...


Agripino

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Grito

Grito com os ratos da cozinha, frente a frente, de gatas e em tronco nú.

Muco

Diabo do Grão

Enquanto o diabo esfrega um olho, porque lhe entrou um grão de areia, enquanto brincava com o filho no parque infantil.

Muco

Guia Espiritual I

Falo-vos um pouco do meu guia espiritual.
É uma partícula de pó que habita em cima da minha mesinha de cabeceira. Para além de guia espiritual ele é também o meu despertador, acordando-me quando lhe apetece, há dias em que não me acorda e durmo dois dias seguidos, o resultado é acordar com a cama molhada, devido ao meu problema de incontinência. Outras vezes acabo por molhar a cama quando acordo, mas por culpa do jeito peculiar que ele tem de me despertar, com porrada. Nas tardes de bom tempo, pego nele, coloco-o na lente do meu monóculo de sol, e damos longos passeios juntos, onde falamos de tudo um pouco, ou simplesmente nos insultamos até nos cansarmos.


Agripino

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Cãovalo

Ia a cavalo num cão, a dada altura fui questionado por ele - porque me montas? Retorqui - porque relinchas?

Muco

Family Frost - Mitos

Ahhh, Family Frost, a carrinha amarela que nos alegra com a sua musiquinha, tão doce e calmante, como o som de água quando corre.
Aqui revelo 2 mitos, que estão relacionados com a empresa de gelados e congelados que todos conhecemos:

1 - Na realidade a empresa só possui uma carrinha e um único condutor... Todas as que vemos por esse Portugal fora são apenas uma, ela consegue estar em todo o lado... Como é possível?! Perguntam vocês, eu respondo como diz o outro, "olhe, num shei".

2 - Na Family Frost os condutores levam a rivalidade ao extremo, tornam-se violentos entre eles, caso um invada o território que outro domina. Relatos afirmam que foi vista uma perseguição entre 2 carrinhas Frost, a de trás levava uma caçadeira de canos cerrados a espreitar fora da janela do condutor, apontada para a carrinha da frente. Ao que parece dias antes um habitante da localidade onde tal ocorreu comentou com o condutor da carrinha que perseguia, que o condutor da carrinha em fuga andava fazer aquela zona na sua ausência, dias depois o condutor resolveu fazer uma espera ao colega e persegui-lo, daquela maneira bem simpática. No dia posterior á perseguição a alegada carrinha que seguia em fuga, foi encontrada no meio de um pinhal por um casal, a 30km da localidade e sem sinal do condutor…


Agripino

sábado, 8 de agosto de 2009

A Epidemia Está Lançada!

Não, não estou a falar da gripe suína, desenganem-se aqueles que por ventura vieram aqui parar a pensar que encontrariam conselhos de como evitar o contágio, por exemplo, como lavar bem as mãos durante meia hora, nada disso, estou sim a falar deste novo vírus gripal em forma de blogue.
Um blogue que pretende tocar com o dedo mindinho o coração de todos aqueles que por aqui passarem. Com linguagem mais ou menos perceptível ou em casos extremos, indecifrável.
Aqui tudo poderá acontecer - imaginável ou inimaginável - pessoalmente inclino-me para ambos.


Enjoy!